Visita a Museus e Espaços Culturais - Discover Faial - Island of Nature & Culture

Viajar para os Açores:

Tudo o que precisa de saber

Conhecimento e diversão

A história, geografia e cultura da Ilha do Faial têm aspectos muito ricos e interessantes, que podem ser explorados em diversos museus e espaços culturais da Ilha.

Descubra abaixo as características de cada um e não deixe de reservar tempo na sua viagem para visitá-los!

©Siaram

Fábrica da Baleia de Porto Pim

Integrada no Parque Natural do Faial, é um complexo industrial que se situa na parte sudoeste da Baía Porto Pim, na encosta do Monte da Guia. A Fábrica da Baleia, construída durante os anos 1940, mantém-se como um dos melhores exemplares e mais bem preservados da extinta indústria baleeira açoriana. A sua visita é essencial para a compreensão histórica, económica e social dessa atividade. A exposição permanente da Fábrica da Baleia de Porto Pim conta praticamente com toda a sua maquinaria original. Na fábrica segue-se o percurso do processamento integral do cachalote para obtenção dos subprodutos comerciais  A Fábrica integra ainda um vasto espólio resultante da intensa atividade baleeira que se praticou no Faial, no século XX.

Este núcleo museológico está aberto à visitação pública e o OMA – Observatório do Mar dos Açores – organiza visitas guiadas. Na Fábrica existe uma loja com produtos de artesanato local e outros que remetem para assuntos ligados ao mar.

A Fábrica da Baleia conta ainda com uma programação cultural diversificada ao longo do ano com atividades educativas, exposições temporárias, feiras, entre outras. 

Saiba mais.

©AirLuso

Museu da Horta

O Museu da Horta é formado por um conjunto heterogéneo de coleções que compreende um período cronológico que vai do século XVI à atualidade: etnografia, objetos e engenhos ligados a antigos ofícios e às tecnologias tradicionais agrícola, do linho, da lã e cerâmica; objetos tecnológicos, relacionados com a história do Porto da Horta, como com as estações do cabo submarino, que entre os séculos XIX a XX operaram neste centro nevrálgico de comunicações do Atlântico Norte; arte sacra; artes plásticas; documentos fotográficos; documentos impressos e manuscritos; exemplares de história natural.

Para além do espólio descrito, realça-se a exposição permanente em miolo de figueira, uma coleção única no mundo. 

O Museu está instalado no antigo Colégio dos Jesuítas, um imóvel do séc. XVIII, anexo à Igreja Matriz da ilha do Faial, classificado como Monumento Regional.

Saiba mais.

©AirLuso

Centro de Interpretação do Vulcão dos Capelinhos

O mais visitado Centro de Interpretação dos Açores, com uma arquitetura moderna e exposição permanente sobre a erupção do Vulcão dos Capelinhos, a formação do arquipélago dos Açores, os vulcões mais emblemáticos do mundo e a história dos faróis açorianos. Possui também um auditório que exibe um filme sobre o tema.

No final da visita, é possível subir ao Farol e desfrutar desta recente paisagem vulcânica originada pela erupção de 1957/58.

Este centro foi nomeado, pelo European Museum Forum, para o European Museum of the Year Award (Prémio Museu Europeu do Ano) em 2012.

Saiba mais.

©Rê Schermann

Casa Manuel de Arriaga

Manuel de Arriaga foi o 1º Presidente da República Portuguesa, eleito a 24 de Agosto de 1911.

A “Casa Manuel de Arriaga” é um imóvel originário do séc. XVIII, onde o primeiro presidente da República nasceu e viveu grande parte da sua juventude. 

Para além de fixar a memória deste faialense e o seu tempo, este equipamento cultural projeta a substância dos ideais e valores republicanos, constituindo-se como um núcleo moderno de reflexão e de estímulo à participação cívica.

Saiba mais.

©Rê Schermann

Teatro Faialense

Inaugurado em 1856, o Teatro União Faialense foi a primeira sala de teatro regular dos Açores. Reconstruído em 1916, seguindo as tendências da época, com elementos de arte deco, foi então rebaptizado de Teatro Fayalense. Após alguns anos de interregno no seu funcionamento, no final dos anos 90, foi alvo de profundas obras de restauro e ampliação, tendo reaberto em 2003. 

Constituído por um conjunto de espaços – Cine-Teatro, Auditório e Bar – o Teatro oferece uma programação cultural diversificada como exibição de filmes e ciclos de cinema, apresentações teatrais, musicais e de dança, palestras e debates e ainda cursos, workshops e oficinas.

De destacar a pintura do tecto do auditório principal, da autoria de José Nuno da Câmara Pereira, que realça a beleza e harmonia da própria sala.

Saiba mais.

@Peter Cafe Sport

Museu do Scrimshaw

Este Museu guarda a maior colecção privada de Scrimshaw do mundo, composta por dentes de Baleia e Cachalote esculpidos e gravados, com os mais diversos motivos, pelas mãos hábeis dos baleeiros e outros artistas da Ilha. Neste Museu encontra-se igualmente uma infinidade de peças utilitárias e decorativas feitas em marfim e osso de cachalote para além de uma admirável colecção de fotografias, manuscritos, mapas, livros e outros documentos ligados à Caça à Baleia e à navegação.

O que é Scrimshaw: Nascido a bordo das baleeiras da Nova Inglaterra como forma de ocupar o tempo durante as longas travessias oceânicas, esta forma de artesanato desenvolveu-se através de um processo de gravura e escultura em dente e osso de baleia, feitos normalmente como lembranças para familiares.

Saiba mais.

©Siaram

Casa dos Dabney

Trata-se de um pequeno museu que retrata a história da família Dabney e do seu tempo.

A família Dabney instalou-se na ilha em 1806, quando John Dabney foi nomeado Cônsul-Geral dos Estados Unidos nos Açores. O cargo foi exercido sucessivamente por outros descendentes, em íntima ligação com as suas actividades comerciais, enquanto grandes proprietários de vinha, armadores e comerciantes. 

Esta propriedade de Porto Pim foi adquirida por esta família em 1854 e consistia numa casa de veraneio que incluía cais e abrigo para botes e uma adega. 

As adegas e estufas de vinho abundavam na Horta do séc. XVIII. Serviam para armazenagem de vinhos (maioritariamente produzidos em propriedades no Pico) e a sua fortificação. Estes vinhos assim fabricados embarcavam da Horta para o mundo e ficaram conhecidos por “Vinho Faial”. O colapso do negócio do vinho ditou o fim de um ciclo e deu lugar ao ciclo da baleia, fazendo com que estas adegas e estufas tenham desaparecido. 

É no lugar desta adega sobrevivente que está patente a exposição sobre os Dabney.

Saiba mais.

©Biblioteca da Horta

Biblioteca da Horta (Biblioteca e Arquivo Regional João José da Graça)

A Biblioteca da Horta é um espaço dinâmico com uma oferta cultural diversificada. Para além das 2 bibliotecas e salas de leitura – adultos e infantil/ juvenil – a biblioteca conta com 2 salas de exposição que abrigam os mais variados conteúdos no campo das artes plásticas, história e literatura, um auditório com programação cultural diversa como exibição de filmes e de ciclos de cinema, palestras, workshops e outras apresentações, uma sala para cursos e oficinas em diversas linguagens culturais e uma pequena loja com produtos ligados à cultura e à história Açoriana.

Para quem visita o Faial com o propósito de encontrar mais informação sobre a sua árvore genológica, este é um lugar de visita obrigatória. No extenso Arquivo Regional (que abrange as ilhas do Faial, Pico, Flores e Corvo), poderá encontrar registos de nascimento, de óbito e muitas outras informações sobre os seus antepassados. Existe também uma equipa de profissionais que poderá auxiliar na pesquisa.

Saiba mais.

©Siaram

Aquário de Porto Pim - Estação de Peixes Vivos (encerrado temporariamente)

A Estação de Peixes Vivos – Aquário do Porto Pim inclui um tanque central e dois conjuntos de tanques com as espécies costeiras mais comuns dos Açores, uma exposição sobre o Parque Marinho dos Açores e um filme sobre o mar profundo da plataforma continental contígua ao arquipélago.

O Aquário encontra-se instalado num edifício carregado de história sobre a seca do bacalhau e a primeira fábrica de extração de óleo de baleia.

A promoção do conhecimento sobre a biodiversidade do mar dos Açores, a par da sensibilização ambiental e recuperação de animais marinhos sensíveis, são as principais missões que o Parque Natural do Faial efetua nesta unidade.

Saiba mais.

©Mash

Museu de Arte Sacra

Instalado na Igreja de Nossa Senhora do Carmo, este é um espaço expositivo que se dedica a exibir peças de arte sacra das ilhas dos Açores, mais concretamente o património religioso da ilha do Faial. Contempla exposições de carácter permanente e temporário. A exposição permanente do Museu é composto por peças da Diocese de Angra, da Ordem Terceira do Carmo, Ordem Terceira de São Francisco e ainda da Matriz do Santíssimo Salvador, muitas destas provenientes do extinto Museu de Arte Sacra e Etnografia Religiosa da Horta.

Saiba mais.