Cidade da Horta - Discover Faial - Island of Nature & Culture

Viajar para os Açores:

Tudo o que precisa de saber

Cidade da Horta

Descubra a Cidade da Horta

Os principais pontos de interesse

Castelo Forte de São Sebastião

Construído no séc. XVII, integra o complexo de fortificações da Baía de Porto Pim, tendo desempenhado um importante papel no controlo da entrada na Baía e no tráfego a Sul da Ilha. Foi reabilitado por volta de 1817, tendo servido até ao fim da II Grande Guerra como prisão. Actualmente em recuperação após danos causados pelo Furacão Lourenzo.

Reduto da Patrulha

Também conhecido como Portão do Mar de Porto Pim, foi erguido no século XVII e tinha como função proteger o acesso ao Porto Pim, o primitivo porto da Horta. Integrava o conjunto de fortificações que fechavam aquele ancoradouro.

Praia de Porto Pim

Esta belíssima praia, localizada numa das baías da cidade, é um dos lugares mais tranquilos e convidativos para uma manhã ou uma tarde de descanso e banhos de mar. A paisagem deslumbrante e as águas tépidas e calmas da baía tornam-na ideal para um mergulho espontâneo ou para a prática de actividades com snorkeling, caiaque ou Stand Up Paddle.

Monte Queimado

O Monte Queimado, assim denominado pela cor negra das suas rochas, ergue-se de forma imponente atrás da praia de Porto Pim. Integrado na Área de Paisagem Protegida do Monte da Guia, é possível aceder ao seu topo através do Trilho de Entre Montes. No cimo encontrará as ruínas de uma antiga quinta e poderá usufruir de lindíssimas vistas panorâmicas sobre a cidade da Horta e sobre a baía de Porto Pim.

Dunas

As dunas cinzentas com vegetação herbácea, que nos Açores apenas se encontram aqui e na Praia da Vitória, na ilha Terceira, são um habitat sensível, classificado pela Rede Natura 2000.

Monte da Guia

Classificado como Área de Paisagem Protegida, devido às características especiais da sua constituição geológica e à presença abundante de fauna e flora endémica, o Monte da Guia tem alguns dos miradouros mais especiais da ilha. A partir daqui poderá ter uma excelente perspectiva panorâmica sobre a baía de Porto Pim, sobre a Horta e sobre as Caldeirinhas. Poderá chegar ao topo do Monte da Guia de carro, scooter ou bicicleta, ou ainda a pé, percorrendo o lindíssimo Trilho de Entre Montes.

Fábrica da Baleia

Este museu, que conta a história da baleação na Ilha do Faial, é um dos melhores exemplares da extinta indústria baleeira açoriana, essencial para a compreensão histórica, económica e social dessa actividade.

Saiba mais

©Siaram

Museu Casa dos Dabney

Museu que retrata a história e o percurso dos Dabney, influente família americana que viveu no Faial durante o séc. XIX, um período de grande prosperidade económica na ilha, tendo estado ligada ao comércio do vinho, da laranja e do óleo de baleia. Deixou uma herança cultural, histórica e científica que ainda hoje é visível e reconhecida na ilha.

Saiba mais

Aquário de Porto Pim (encerrado temporariamente)

Este aquário, dedicado à divulgação do conhecimento sobre a biodiversidade do mar dos Açores, mostra algumas das espécies costeira mais comuns no arquipélago, apresentando também informação sobre o mar profundo da plataforma continental contígua ao arquipélago.

Ermida Nossa Senhora da Guia

Ermida localizada no topo de Monte da Guia, com uma vista magnífica sobre a Baía. Todos os anos, em Agosto, é realizado um cortejo náutico, em honra de Nossa Senhora da Guia, padroeira dos pescadores. Nesse dia, após ser celebrada uma missa na Ermida, a imagem de Nossa Senhora é transportada de barco (e acompanhada por muitas outras embarcações) num percurso em redor do Monte, desde a praia até à baía da Horta, seguindo depois para a igreja das Angústias.

Forte da Greta

Erguido na escarpa do Monte da Guia, em posição dominante sobre a baía da Horta, este forte integrou o sistema defensivo da ilha contra os ataques de piratas e corsários, outrora frequentes nesta região do oceano Atlântico.
No mesmo lugar, foram erguidos, nos anos 50, duas plataformas elevadas destinadas à instalação de radares de vigilância marítima, já desativados.

Igreja das Angústias

Esta igreja está construída no local onde foi erguida a primeira ermida fundada pelo primeiro povoador da ilha, Joss van Hurtere, e sua esposa, Beatriz de Macedo, sob a invocação da Santa Cruz.
Depois daquela primitiva ermida, foi construído um novo templo, inaugurado em 1675. A versão atual do edifício começou a ser construída em 1800 e possui no tecto do altar-mor as armas das primeiras famílias nobres radicadas no Faial.

Os principais pontos de interesse

©Peter Café Sport

Peter Café Sport

Café e restaurante, com mais de 100 anos, o Peter é uma referência internacional no mundo do iatismo. Desde a sua abertura, em 1918, que este lugar acolhe de braços abertos os aventureiros que atravessam o Atlântico Norte, sendo até aos dias de hoje um ponto de encontro de navegadores, viajantes e população local.

Museu de Scrimshaw

No segundo andar do Peter Café Sport, poderá visitar um museu que alberga uma extraordinária colecção de peças de Scrimshaw, uma antiga forma de arte cultivada pelos baleeiros, que esculpiam e pintavam sobre o marfim dos dentes de cachalote.

Saiba Mais

Marina da Horta

Sendo uma das mais movimentadas marinas do mundo, a Marina da Horta é também uma das mais coloridas, estando as suas paredes e pontões completamente cobertos com pinturas realizadas pelos velejadores que a visitam. Assim, quem passa pela Marina da Horta encontra uma galeria de arte ao ar livre, com pinturas que nos remetem para longas viagens que percorrem o mundo, para lendas de marinheiros e tempestades, para o prazer de reencontrar terra firme, um porto de abrigo e se ser bem recebido.

Forte de Santa Cruz

Construído e renovado entre os séculos XV e XVII, ocupa uma posição estratégica, junto ao cais de Santa Cruz, constituindo-se como a principal fortificação da ilha, com uma importante função defensiva à vila/cidade e aos navios mercantes que aportavam à baía.
No seu interior, funciona atualmente uma Pousada de Portugal.

Praça Infante Dom Henrique

Localizada no centro da cidade, esta praça, também conhecida como Largo do Infante, tem uma bonita vista para a ilha do Pico e para a Marina da Horta. Sob a sombra fresca dos metrosíderos e das palmeiras das Canárias, há espaços de repouso, esplanadas de cafés e um Posto de Informação Turística – a Casa da Baía.

Casa da Baía - Posto de Informação Turística

Criada sob o lema “Horta – Uma das Mais Belas Baías do Mundo”, a Casa da Baía é não só um posto de informação turística mas também um espaço de visitação, onde poderá saber mais sobre a historia da cidade da Horta, sobre a sua relação com o mar e com o mundo e ainda descobrir os produtos da ilha.

Café Internacional

Este café histórico, inaugurado em 1926, foi durante várias décadas um ponto de encontro das elites do Faial. Marcado pelo estilo Art Deco e decorado com gravuras de época, o Internacional recebia os mais ilustres visitantes da ilha, os oficiais dos diversos navios atracados e a comunidade multicultural que assegurava o funcionamento dos Cabos Telegráficos Submarinos.

Avenida - Baía da Horta

A Avenida frente ao mar da cidade da Horta é o percurso ideal para um passeio a pé, seja durante o dia ou a noite. Os montes em volta da baía, a sensação citadina e sofisticada, a ilha do Pico, que se ergue imponente logo do outro lado do canal e a ilha de São Jorge a fechar o horizonte, constituem um cenário absolutamente fascinante, de encher a alma!

Colónia Alemã

O conjunto de edifícios da Zona Residencial Alemã, chamada vulgarmente de Colónia Alemã, albergou o pessoal da empresa de cabos submarinos DAT – Deutsche Atlantische Telegraphengesellschaft. Actualmente, este complexo acolhe diversos serviços do Governo dos Açores.

Destaca-se o edifício da messe, pela sua torre do relógio, onde encontramos um mecanismo original da fábrica Ed. Korfhage & Söhne, e o Jardim de Inverno, onde está patente um significativo painel de vitrais que se reveste de interesse histórico, cultural e artístico. Neste trabalho da companhia Schneiders & Schmolz, de Colónia, datado de 1912, pode-se apreciar a heráldica dos diversos estados do Império Alemão (Guilherme II).

A visita a este Jardim de Inverno é possível entre as 9:00h e as 17:30h, mediante solicitação da chave.

Igreja de São Francisco

A Igreja de São Francisco é assim chamada por estar ligada ao convento de S. Francisco, embora o seu nome correcto seja Igreja de Nossa Senhora do Rosário.
Aberta ao público em 1700, constituía um dos templos de peregrinação dos marinheiros que aportavam ao Faial.
É uma das principais igrejas da Horta e tem como factores de grande interesse as talhas douradas, os painéis de azulejos e os santos negros.
Devido à destruição causada por um sismo em 1998, encontra-se presentemente fechada ao público, aguardando obras de restauro.

Museu Casa Manuel de Arriaga

Local onde nasceu e viveu o 1º Presidente da República Portuguesa. Neste espaço moderno e interactivo, evocam-se a figura deste ilustre faialense, os ideais e valores republicanos do Portugal do século XIX e a transição da Monarquia para a I República, no início do século XX. Este é um lugar de memória e de reflexão sobre a cidadania e a democracia em Portugal.

Saiba Mais

Os principais pontos de interesse

Biblioteca Pública da Horta

Biblioteca com secções para adultos e crianças, arquivo regional, galeria de exposições, auditório e loja cultural localizada no centro da cidade.
Quem queira saber mais sobre os seus antepassados Açorianos poderá encontrar aqui, no Arquivo Regional, as informações e documentos que procura.

Saiba Mais

Igreja do Santíssimo Salvador (Matriz)

Integrada no antigo Colégio dos Jesuítas, a Igreja do Santíssimo Salvador é um dos maiores templos dos Açores. De estilo barroco, esta igreja é um bom exemplo da arte religiosa portuguesa do séc. XVIII. Ao lado da Igreja, no mesmo edifício, funciona o Museu da Horta.

Museu da Horta

O Museu da Horta é formado por conjunto heterogéneo de coleções, que compreendem um período cronológico que vai do século XVI à atualidade: etnografia; objetos tecnológicos relacionados com a história do Porto da Horta e com as estações do cabo submarino que entre os séculos XIX a XX operaram neste centro nevrálgico de comunicações do Atlântico Norte; arte sacra; artes plásticas; documentos fotográficos; documentos impressos e manuscritos; exemplares de história natural.

Destaca-se ainda a exposição permanente em miolo de figueira, uma coleção única no mundo, que o integra desde o ano de 1980, sendo esta produção de um único autor, Euclides Rosa.

Saiba Mais

Igreja do Carmo

A Igreja de Nossa Senhora do Carmo é outro dos grandes templos da Horta. Abriu ao público nos finais do séc XVIII e representa igualmente a forte ligação dos Açores com o Brasil.
Tem como factores de especial interesse a talha dourada, azulejos e escultura. Apresenta ainda a curiosidade de possuir no seu interior o maior arco abatido não-suportado de pedra do país, uma obra fascinante da arquitectura e da mestria dos construtores da época.

Alberga actualmente o Museu da Arte Sacra da Horta.

©Museu de Arte Sacra do Faial

Museu de Arte Sacra da Horta

Instalado na Igreja de Nossa Senhora do Carmo, este é um espaço expositivo que se dedica a exibir peças de arte sacra das ilhas dos Açores, mais concretamente o património religioso da ilha do Faial. Contempla exposições de carácter permanente e temporário. A exposição permanente do Museu é composto por peças da Diocese de Angra, da Ordem Terceira do Carmo, Ordem Terceira de São Francisco e ainda da Matriz do Santíssimo Salvador, muitas destas provenientes do extinto Museu de Arte Sacra e Etnografia Religiosa da Horta.

Saber Mais

Edifício da Sociedade Amor da Pátria

Edifício singular, em estilo Art Deco, foi inaugurado em 1934, tendo sido projectado por Joaquim Norte Júnior, um dos mais proeminentes arquitectos portugueses da época. Mandado construir pela sociedade maçónica Amor da Pátria, ligada ao Grande Oriente Lusitano, o Amor da Pátria foi, durante décadas, uma das principais salas de visita da cidade da Horta, acolhendo exposições, peças de teatro, concertos, bailes, congressos, jantares e tantas outras atividades de cariz artístico, cultural e social.

Império dos Nobres

Foi instituído num momento de aflição para o povo da ilha, aquando da erupção vulcânica de 1672, ocorrida entre as freguesias da Praia do Norte e do Capelo.
Edificado no séc. XVIII, este edifício de culto ao Espírito Santo, é um dos impérios construídos em pedra e cal mais antigos dos Açores, apresentando elementos em estilo barroco.

Praça da República

A Praça da República é um agradável jardim de estilo romântico, muito acarinhado pelos faialenses. O seu posicionamento central em relação ao Mercado Municipal, ao edifício dos Bombeiros Voluntários, ao Teatro Faialense, ao Amor da Pátria e a diversas lojas e serviços, tornam a Praça da Républica num lugar de passagem, de convívio, de harmonia e de contemplação. O lago com cisnes, o coreto octagonal vermelho e branco, elevado, construído em madeira e ferro fundido, os bancos de jardim clássicos e as várias araucárias de grande porte conferem-lhe identidade e criam um ambiente acolhedor.

Mercado Municipal

Simpático mercado onde poderá encontrar artesanato e produtos agrícolas locais e regionais, para além de cafés e restaurantes que vão partilhar consigo os sabores açorianos. É um importante ponto de encontro para toda a comunidade, principalmente aos sábados de manhã, quando se instalam mais produtores para vender os seus produtos.

©Rê Schermann

Teatro Faialense

Principal sala de espectáculos da ilha, o Teatro Faialense tem uma programação regular de cinema, teatro, dança e música. Embora não seja rigorosamente Art Deco, apresenta as tendências arquitectónicas ecléticas do início do século XX. A sua elegante fachada, revestida com azulejos amarelo-ocre, guarda o acesso a uma sala de beleza clássica, harmoniosa, com vários andares de camarotes e um tecto lindíssimo, contemporâneo, pintado pelo artista mariense José Nuno da Câmara Pereira.

Torre do Relógio

Constitui um dos mais emblemáticos elementos arquitectónicos da cidade da Horta. Foi construída entre 1700 e 1720 acostada à fachada sul da primitiva Igreja Matriz, mais tarde destruída por um raio. O mecanismo inicial deste único relógio público data de 1747.

Jardim Florêncio Terra

Situado em frente ao edifício do Departamento de Oceanografia e Pescas da Universidade dos Açores, numa zona alta da cidade, este agradável jardim público é marcado pelo seu coreto vermelho, tradicional, feito em madeira, e pelos dragoeiros centenários que pontuam o espaço.

Travessa do Mirante

Saindo do Jardim Florêncio Terra, dirija-se para a Igreja da Conceição através da Travessa do Mirante. Este caminho de calçada antiga, típico dos arruamentos primitivos da Horta, passa por um mirante sobre a Ribeira da Conceição e constitui uma curiosa viagem no tempo!

Igreja de Nossa Senhora da Conceição

O templo original foi edificado logo nos primeiros anos do povoamento da ilha e devotado a Nossa Senhora da Conceição. No entanto, ao longo dos séculos, foi totalmente destruído por diversas vezes, quer por ataques de corsários, quer por sismos. As datas inscritas na atual fachada, testemunham uma verdadeira crónica de destruições e reconstruções sucessivas. O actual edifício foi construído na sequência da destruição do anterior, no sismo de 1926, apresentando elementos art deco.

Parque da Alagoa

Este extenso parque de lazer, localizado no limite da cidade da Horta, junto à praia da Conceição, é um lugar agradável e interessante para várias actividades. Desde aqueles que procuram um lugar tranquilo para fazer um piquenique na cidade, aos que querem fazer exercício numa zona natural e arborizada, todos encontram motivos para visitar o Parque da Alagoa. Se viajar em família, saiba que as crianças adoram a zona do parque infantil e o seu navio gigante.

Praia da Conceição

Localizada junto ao parque da Alagoa, dispõe de guarda-sóis fixos e espreguiçadeiras gratuitas durante a época balnear. Com o canal e a ilha do Pico como cenário, em dias de ondulação mais forte, é também procurada para a prática de surf e bodyboard.

Gastronomia regional, produtos locais, serviços e vida noturna

É na cidade da Horta que se concentra a maior oferta de restaurantes com gastronomia regional, lojas com produtos locais, serviços e vida noturna da Ilha do Faial.

Navegue pelo mapa e descubra-os: