Subir a montanha mais alta de Portugal - Discover Faial - Island of Nature & Culture

Viajar para os Açores:

Tudo o que precisa de saber

Aventure-se nas alturas

A subida à montanha do Pico, com 2351 metros, é uma experiência marcante. Apesar de não estar localizada na ilha do Faial, poderá partir da Horta de manhã, numa viagem de 30 minutos de ferry rumo ao Pico, e regressar novamente ao final da tarde.

A montanha do Pico é um estratovulcão com características peculiares, recoberto por escoadas que, na sua maioria, têm menos de 5.000 anos de idade. 

O percurso mais longo leva o visitante até o topo do Piquinho, o ponto mais alto de Portugal. No entanto, poderá sempre escolher fazer um percurso mais curto, com duração de cerca de 45 minutos, até à Furna do Abrigo.

Subir e descer a montanha demora cerca de 9 horas. Normalmente, esta atividade é realizada num mesmo dia. No entanto, existe também a possibilidade de pernoitar/ acampar por uma noite no topo da montanha.

Não é necessário utilizar técnicas específicas de montanhismo para subir a montanha do Pico. No entanto, esta é considerada uma caminhada de grau difícil devido à sua inclinação. Também o tipo de terreno, que pode variar entre terra, rocha, gravilha e lama, torna por vezes a subida e a descida num desafio que exige atenção e resistência. Por isso esta actividade é especialmente indicada para pessoas ativas que costumam fazer caminhadas em terrenos naturais ou que praticam desporto em geral. 

As condições climatéricas na Montanha são extremas e podem alterar-se muito rapidamente. 

Importante:

A subida tem início e término na Casa da Montanha, a cerca de 1200 m de altitude. A passagem pela Casa da Montanha quer antes do início, como no fim da caminhada, é obrigatória para controlo da atividade e pagamento das devidas taxas de acesso.

Existe um limite máximo permitido de pessoas no trilho: até 160 em simultâneo e de 320 por dia.

Para garantir que terá vaga para fazer a actividade, recomendamos que efectue a sua reserva prévia na plataforma online https://montanhapico.azores.gov.pt/ Aqui poderá encontrar todas as informações relevantes sobre a subida montanha do Pico.

Equipamento:

  • Geral e básico: camisolas e casaco, impermeável, botas ou sapatilhas de caminhada/ montanha, chapéu, óculos de sol, bastões de caminhada, gorro, luvas, protetor solar, pelo menos 1,5L de água e comida energética.
  • Para pernoita: roupa extra mais quente, tenda, saco-cama e uma lanterna.
  • Em caso de neve: a subida só será autorizada quando os montanhistas forem portadores de “crampons”.

Observação: A Casa da Montanha poderá recusar o acesso ao trilho de subida àqueles que não estejam devidamente equipados.

Orientação no Trilho:

  • Poderá realizar a atividade de forma autónoma ou com guias especializados, o que recomendamos principalmente para aqueles que não têm muita experiência em atividades outdoor, em orientação em trilhos ou em subidas de montanhas.
  • Na casa da montanha ser-lhe-á entregue um equipamento de rastreio (GPS), que deve ser devolvido no final da atividade na Casa da Montanha.
  • Ao longo do percurso existem 47 marcos em madeira. O último marco está localizado dentro da cratera e indica o trilho para o Piquinho
  • Inicie sempre a sua descida pelo menos quatro horas antes do pôr-do-sol, pois é perigoso descer depois de escurecer.